Até 2009, quando foi publicada a Portaria 1510 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), as organizações registravam o ponto de seus colaboradores de acordo com as suas conveniências e com os relógios de ponto disponíveis na época, pois não existia um padrão obrigatório.

O relógio de ponto biométrico surgiu também nessa ocasião, acompanhando a eficiência dos sistemas de biometria. Ele é considerado uma inovação tecnológica desenvolvida para facilitar o dia a dia de empreendedores e profissionais de recursos humanos (RH).

Suas funcionalidades permitem mais flexibilidade e segurança tanto para a empresa quanto para os funcionários. Isso porque seu sistema é integrado a um software de gestão que consolida diversas informações em um único lugar. Neste post, apresentamos como funciona o relógio de ponto biométrico. Acompanhe!

Como funciona o relógio de ponto?

Relógio de ponto biométrico é um modelo inovador em comparação com os antigos modelos. A inovação se deu pela introdução do sistema de biometria na forma de autorização para o controle de acesso e da jornada de trabalho dos colaboradores, tanto em empresas de pequeno como de grande porte.

Por meio biométrico — que utiliza características físicas que são exclusivas de cada pessoa e pode ser com o uso da impressão digital do dedo, de uma mão, íris ou voz — o relógio contabiliza os horários de entrada, saída e horas extras dos funcionários, para atender as leis trabalhistas com fidelidade.

O método mais utilizado, por sua confiabilidade e também custo-benefício, é o pela impressão digital. Logo que o relógio é instalado, as digitais dos Trabalhadores devem ser registradas.

Esse registro também cadastra o nome da pessoa, assim, toda vez que ela se identificar com sua digital, seu nome é marcado e assinalado de forma eletrônica para comprovar que efetivamente foi ela quem “bateu o ponto”.

É fundamental cadastrar o horário correto no dispositivo, digitando um código próprio de cada fabricante, a fim de evitar qualquer questionamento trabalhista posteriormente. A maioria das reclamações que resultam em processos judiciais refere-se às horas extras não pagas.

Existe um limite de registros no relógio de ponto. Dessa forma, empresas de grande porte com muitos colaboradores podem optar por adquirir um aparelho que, além do acesso com a impressão digital, também permita o acesso por meio de cartão magnético de proximidade. Há no mercado equipamentos modernos que permitem cadastro de mais de 2.000 digitais.

Normalmente, o aparelho fica ligado a uma tomada, mas conta com uma bateria interna que é acionada em casos de queda de energia. Além disso, alguns modelos podem ser conectados ao wi-fi para enviar informações diretamente para o software de gestão — também chamado de software de tratamento de ponto.

O que diz a legislação sobre o relógio de ponto?

Em 2009, a Portaria 1510 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) regulamentou a utilização dos relógios eletrônicos de ponto (REP). Por isso, qualquer equipamento ou sistema de controle de ponto online deve seguir as regras estabelecidas.

Uma das normas determina que o aparelho deve disponibilizar a impressão do comprovante do registro de ponto do funcionário, permitindo ao trabalhador acompanhar os horários exatos de suas entradas e saídas. Deve também contar com uma saída de pen drive para possibilitar o download das informações.

Outro ponto importante é que a legislação é extremamente rígida no que diz respeito à tecnologia de segurança que deve ser empregada pelos desenvolvedores autorizados. Assim, o dispositivo precisa ser homologado pelo MTE para ter validade de uso.

Um bom relógio de ponto biométrico é aquele que atende exatamente ao que determina a legislação vigente e tem um sistema confiável capaz de proteger a empresa e o colaborador.

Quais os benefícios do uso do relógio de ponto?

As companhias que optam pela adoção do relógio de ponto para registrar a jornada de trabalho dos colaboradores gozam de inúmeras vantagens. Confira abaixo quais são:

  • facilidade na gestão das jornadas de trabalho e da folha de pagamento;

  • aumento da confiança na relação entre empregador e empregado;

  • informações mais precisas;

  • eliminação de erros manuais;

  • impede cadastrados duplicados, já que a impressão digital só pode ser atribuída a própria pessoa;

  • fim dos problemas causados pelos registros errados ou pela falta de registros;

  • evita fraudes;

  • maior eficiência na análise das informações;

  • maior proteção dos dados e segurança jurídica na relação trabalhista, para a corporação e para o profissional;

  • armazenamento do histórico de cada funcionário;

  • emissão de relatórios para conferência;

  • otimização e automatização dos processos;

  • maior praticidade;

  • pode ser instalado em portas, catracas e cancelas;

  • equipamento de fácil uso e manutenção;

  • economia de recursos, entre outras.

Embora não seja obrigatório para as organizações com menos de dez empregados, a utilização do relógio de ponto vem sendo amplamente realizada por muitas micro e pequenas empresas, já que ajuda os empreendedores a manterem o controle sobre o que está acontecendo em seu negócio.

Ou seja, possibilita a avaliação da disponibilidade dos colaboradores e dá confiabilidade para que o pagamento dos salários corresponda efetivamente ao tempo trabalhado.

Como escolher o melhor relógio de ponto?

A escolha adequada de um relógio de ponto biométrico, assim como de um fornecedor que cumpra de modo preciso as determinações legais, é fundamental, já que o descumprimento da legislação pode gerar grande prejuízo para a organização, acarretando em punições e multas.

Portanto, antes de efetuar o pedido, deve-se pesquisar as referências do produto e do fabricante e verificar se o equipamento é certificado pelo INMETRO, pois somente essa certificação pode garantir a confiabilidade dos registros de ponto.

Igualmente importante, é se atentar ao serviço de atualizações e garantia do software e manutenção oferecidos pelo fornecedor.

O relógio de ponto biométrico é uma solução inovadora, que oferece tecnologia de ponta para a gestão das jornadas de trabalho, proporcionando mais praticidade, eficiência e segurança tanto para a companhia quanto para os trabalhadores.

E então? Quer saber mais sobre o relógio de ponto biométrico, quanto custa e como implementá-lo em sua empresa? Acesse nosso site e confira mais informações. Se preferir, entre em contato com nossa equipe de suporte e sane todas as suas dúvidas. Estamos à disposição para ajudá-lo!