Quando se trata do ramo varejista muitos pensam que comprar e vender é a única saída para um desenvolvimento sustentável da empresa: ledo engano! Uma gestão de varejo eficiente envolve alguns princípios importantes para que não haja desorganização, redução no lucro, perda de estoque e, consequentemente, clientes e funcionários enfurecidos.

Quer saber como parar de perder dinheiro e investir pesado em uma gestão de varejo assertiva? Então continue a leitura e veja o quão importante é ter domínio do seu negócio para obter ótimos resultados no futuro.

Tecnologia de automação

Antes de tudo precisamos ressaltar que a tecnologia não é nossa inimiga. A automação dos processos internos é essencial para o desenvolvimento das etapas. Bancos de dados podem ser mais ricos em informação quando a máquina tem controle dos insumos, por exemplo.

No caso do ramo varejista, existem sistemas no mercado que dinamizam a tomada de decisão, e são capazes de fazer controle de estoque, controle de vendas, conferir entrada e saída de produtos, além de emitir notas fiscais, de acordo com as normas da legislação.

Desse modo, é importante levar em conta que a modernização é um diferencial, deixando as empresas mais competitivas no mercado.

Previsão de vendas

Tendo em vista que é necessário criar uma projeção das vendas baseadas nos históricos de compras, a previsão de vendas é uma métrica juntamente importante ao processo de gestão de varejo. O abastecimento de insumos se deve fundamentalmente a esse levantamento. Caso não haja um aferimento nos valores de compra e venda, há riscos de não ter a quantidade de produtos necessária. 

Para ter um bom resultado, deve-se analisar algumas condições, como:

  • histórico mensal, semestral e anual de venda;
  • venda de produtos sazonais, estimados para cada estação;
  • cenário econômico atual;
  • concorrência.

Giro de estoque

O giro de estoque, é uma métrica que mostra a quantidade de produtos que entram e saem das suas prateleiras em um determinado período. A rotatividade dessas mercadorias é  um fator decisivo para não entrar em crises financeiras. Por um lado, se houver escassez de produto, não há lucro; por outro, se houver o excesso na compra você poderá ter problemas com o capital de giro do seu negócio.

O ideal é sempre projetar o estoque de acordo com o seu histórico de venda para que haja uma constância. Se espelhar em grandes empresas e conhecer o cenário atual é importante para contornar possíveis crises.

Avaliação dos fornecedores

Quando se trata da qualidade de produto você deve ser rigoroso! Tenha em mente que o bem mais importante para o seu negócio, são os clientes. Se eles não estão satisfeitos com o seu produto, você deve começar a pensar em um plano b. Além disso, selecionar bons fornecedores é também prezar por valores éticos em seu negócio. Nesse processo, alguns critérios são aptos de serem levados em conta, como:

  • o preço do produto do fornecedor;
  • as condições de pagamento;
  • o preço dos concorrentes sobre aquele produto;
  • a qualidade do produto;
  • a entrega.

Procure por fornecedores qualificados com ISO 9001, ou aqueles que seguem algumas recomendações básicas.

Gestão de funcionários

Repasse esses ensinamentos aos seus funcionários! Antes de serem apenas contratados devem também saber gerir e prezar pelo crescimento saudável da empresa.

Treinamentos com tecnológica e ensinamentos de possíveis tomadas de decisão, são alguns pontos que devem ter em mente quando o assunto é gestão de funcionários. Afinal, você pode não estar a todo momento na sua empresa e, consequentemente, alguém deve tomar o posto de gestor nessa situação.

Tenha um bom seguimento das etapas e se planeje para eventuais viagens, ou algo que possa fazer com que você não esteja presente na empresa. A falta de controle pode ocorrer, e a tecnologia, novamente, é uma boa aposta para esses momentos de gargalos de produção.

A gestão de varejo é importante para a alavancagem da sua empresa. Por isso, não deixe de seguir essas etapas para não ter crises futuras no seu empreendimento!

Se interessou pelo sistema de gestão e padronização de processos? Então veja nosso outro artigo sobre o que é o bemacash e saiba como ele pode alavancar seu negócio. Boa leitura!