A realização de uma gestão eficaz depende do controle sobre o fluxo de materiais, tanto insumos quanto produtos acabados, para manter o seu equilíbrio. Para assegurar a precisão desses dados, as empresas adotam verificações periódicas que constituem o inventário de estoque.

Essa é uma medida que garante a disponibilidade de produtos para atender aos clientes e, ao mesmo tempo, evita o desperdício, já que não há excesso de itens no armazém. Portanto, é preciso priorizar essa atividade e buscar ferramentas para aprimorá-la cada vez mais.

Continue com a leitura deste artigo e saiba como o desempenho da sua empresa pode melhorar com a utilização do inventário de estoque e contribua para o alcance dos seus objetivos. Confira!

Afinal, o que é o inventário de estoque?

Sob o ponto de vista de um lojista, o inventário pode ser entendido como o processo de verificação de materiais e produtos mantidos no estoque. A forma de executar essa tarefa é realizando a contagem dos itens, comparando e atualizando os dados presentes nos registros.

Por isso, existem dois tipos de inventários que podem ser realizados na sua empresa:

  • periódico: essa verificação é realizada anualmente e tem efeito fiscal, isso quer dizer que abrange todos os itens armazenados;

  • rotativo: tem a finalidade de identificar e corrigir diferenças entre o estoque físico e o controle no sistema.

Qual a importância de realizar inventários periódicos?

A tendência de gestão mais comum na atualidade indica que os níveis de estoque devem ser gerenciados para se tornarem cada vez mais enxutos. Por esse motivo, é fundamental manter as informações dos estoques atualizadas e evitar divergências.

A equivalência entre o estoque físico e os registros contábeis é chamada de acuracidade e atua para:

  • reduzir o risco de falta de materiais;

  • prevenir a incidência de desperdício;

  • evitar a aquisição de insumos em caráter emergencial; 

  • impedir a realização de compras em quantidades excessivas.

Essa medida contribui para a qualidade do atendimento ao cliente, pois reduz as chances de um determinado produto faltar, enquanto outro foi adquirido além do necessário.

Como colocar o controle de inventário em prática na sua empresa?

É preciso reconhecer que a entrada e a saída de produtos podem determinar as chances de sucesso do seu negócio. Por isso, as ferramentas de controle são muito valorizadas.

Conte com sistemas informatizados

Os softwares de gestão são considerados aliados para o empreendedor que busca manter as informações do inventário atualizadas. Essa é uma prática que beneficia desde pequenos empreendimentos até grandes corporações. Assim, é possível efetuar a baixa automática toda vez que uma venda é concluída.

Por isso, considere a aquisição de um programa especializado para que a atividade seja automatizada. Além disso, é possível reduzir significativamente a ocorrência de erros no processo, que são comuns quando a empresa mantém controles manuais.

Calcule a rotatividade do estoque

Um dos meios de planejar a reposição de produtos utiliza como base o giro do estoque, tanto de insumos como de produtos para venda. Essa opção fornece um critério para que a aquisição de produtos seja feita de acordo com a demanda, evitando a lotação do depósito.

Ao observar os resultados, esteja ciente de que quanto maior o número de vezes que o estoque girou, melhor será para os seus resultados.

Padronize a identificação dos itens

A utilização de padrões de identificação de produtos, como o código de barras, que é utilizado com frequência no varejo, representa um meio para realizar a contagem de forma mais ágil, com o apoio de leitores que fazem a integração direta com o sistema de gestão do estoque.

Além disso, os códigos podem ser parametrizados para conter uma ampla gama de informações como:

  • peso;

  • preço;

  • data de vencimento; 

  • origem da mercadoria.

Você percebeu como o inventário de estoque é uma atividade que vai além da classificação, identificação e contagem dos itens? O seu controle tem influência no planejamento de compras, nos custos e, acima de tudo, na tomada de decisões estratégicas.

Você tem interesse em conhecer mais sobre a gestão eficiente do estoque? Então, assine a nossa newsletter e receba conteúdos sobre temas diversificados direto na sua caixa de e-mail.