Você se dedica diariamente ao acompanhamento dos processos da sua empresa e, mesmo assim, existem problemas na gestão de estoque? Essa é uma situação muito comum que, para ser resolvida, requer uma mudança significativa na estrutura da empresa.

A ineficiência no gerenciamento do estoque é um problema que se torna muito aparente e as perdas financeiras são visíveis. Isso ocorre devido à importância estratégica do controle de produtos.

Por isso, listamos os principais obstáculos e sugerimos ideias que podem oferecer uma solução. Continue lendo e saiba mais!

Principais problemas na gestão de estoque

Não planejar o volume de compras

O planejamento da reposição dos itens em estoque é uma tarefa de extrema importância e requer visibilidade sobre a oscilação da demanda e do volume de vendas. É preciso que o gestor compreenda que diferentes categorias de produtos possuem giros de estoque distintos.

O produto A não tem a mesma saída que o produto B, portanto eles não devem ser adquiridos com a mesma frequência ou nas mesmas quantidades. Essa é uma prática que representa prejuízo com a atividade de abastecimento.

Por isso, é fundamental planejar a reposição de acordo com a necessidade, garantindo a disponibilidade de itens para o atendimento da demanda dos clientes.

Deixar de cuidar do espaço físico

Um armazém é um espaço dedicado à alocação de produtos e materiais que deve seguir uma organização rígida para manter o seu funcionamento. Quando o ambiente não é favorável, o gestor fica sujeito a adversidades como:

  • empilhamento inadequado;

  • dificuldades para localizar produtos;

  • acidentes com a equipe de armazém;

  • danos ocasionados por manuseio incorreto.

Portanto, é preciso considerar fatores como a distribuição racional do espaço, iluminação e ventilação para preservar o estoque. O fornecimento de equipamentos de proteção individual (EPI’s) e treinamentos sobre a forma correta de movimentação contribuem para gerar um ambiente de trabalho mais seguro.

Não realizar inventários periódicos

Quanto maior a variedade de produtos presentes no armazém, maior será a necessidade de manter a sua acuracidade. Essa situação resulta em problemas como a ruptura de estoque, quando não há mercadorias suficientes para atender a demanda. A correção possível é realizar compras em caráter emergencial, o que tende a aumentar os custos de aquisição.

Por outro lado, o excedente de itens no armazém gera novos custos para mantê-los e há dificuldade de vender produtos obsoletos, principalmente quando se trata de alimentos. A solução ideal é a programação de inventário, que busca corrigir inconsistências entre o estoque físico e a quantidade lançada no sistema.

Como as novas tecnologias podem ajudar

A realização de controles manuais, a falta de automatização e a ausência de sistemas de gestão representam obstáculos que afetam diretamente o gerenciamento de estoques. Esse é um cenário muito comum em micro e pequenas empresas que não têm capital de giro para investir.

Porém, as novas tecnologias desenvolvidas para o varejo são ferramentas importantes que contribuem para evitar erros bastante prejudiciais. No cotidiano, tarefas repetitivas podem ser realizadas com agilidade para otimizar os resultados da equipe e melhorar o atendimento dos clientes.

Os problemas na gestão de estoque são preocupantes para o gestor que deseja ver o seu negócio crescer. Por outro lado, existem ferramentas e metodologias que podem corrigir erros e evitar prejuízos sérios.

O gerenciamento de estoque é apenas um dos aspectos que influencia o sucesso do seu negócio. Para conhecer mais sobre outro aspecto importante, não deixe de conferir o post que explica como a sua gestão pode ser aprimorada.